20/11/2012

TRABALHANDO COM JOGOS MATEMÁTICOS EM SALA DE AULA E NA S.T.E.

-->
ESCOLA MUNICIPAL EUCLIDES DA CUNHA
LOCAL: PRUDÊNCIO THOMAS - RIO BRILHANTE/MS
PROFESSORAS: ANDRÉIA DAIANA REGINATTO
QUELI CRISTINA DE SOUZA BROGIATTO
DISCIPLINA: MATEMÁTICA
TURMAS: 7º ANOS (A, B e C) e 6º ANOS (A e B)
TURNO: MATUTINO e VESPERTINO
Número de alunos: 110
Duração: 8 horas/ aula cada turma


TÍTULO DO PROJETO:
Trabalhando com jogos matemáticos em sala de aula e na STE.

JUSTIFICATIVA:
O uso dos jogos, no ensino de Matemática, tem como objetivo proporcionar aos alunos o gosto pela aprendizagem dessa disciplina, uma vez que os jogos podem mudar a rotina da sala de aula e permitindo que o aluno faça da aprendizagem um processo interessante e divertido.
Segundo Lara (2004), os jogos vêm ganhando espaço dentro das escolas, numa tentativa de trazer o lúdico para dentro da sala de aula. A pretensão da maioria dos professores com a sua utilização é a de tornar as aulas mais agradáveis e fazer com que a aprendizagem torne-se algo mais fascinante. Além disso, o jogo pode ser considerado como uma estratégia que estimula o raciocínio, levando o aluno a enfrentar situações relacionadas com o seu cotidiano.
Ainda neste contexto, Borin (2004) afirma que, outro motivo para a introdução dos jogos nas aulas de Matemática seria a possibilidade de diminuir os bloqueios apresentados por muitos alunos que temem a Matemática e sentem-se incapacitados para aprendê-la.
Entretanto, Silva (2008) nos alerta que, a idéia do jogo não pode ser somente associada aquelas de diversão, distração, o lúdico pelo lúdico, mas sim como jogos pedagógicos que têm como objetivos: impor limite e regras; desenvolver a autoconfiança, a concentração e o raciocínio lógico; estimular a criatividade, a afetividade, a construção do conhecimento e a aprendizagem significativa.
Silva (2008), ainda afirma que os jogos têm sido um dos aspectos de maior interesse dos estudiosos da Educação Matemática, pois essa prática tem sido responsável por dinamizar as aulas, desafiando e estimulando o aluno na resolução de problemas.
Neste sentido, verifica-se que a implantação dos jogos na resolução de problemas apresenta aspectos de caráter lúdico, desenvolvem técnicas de raciocínio dedutivo e auxilia na formação de relações sociais.
No jogo deve haver a possibilidade de usar estratégias, estabelecer planos, executar jogadas e avaliar a eficácia desses elementos nos resultados obtidos, isto é, o jogo não deve ser mecânico e sem significado para os jogadores. A existência de todas as características mencionadas, especialmente as referentes às regras, caracteriza os jogos em grupo, ou sociais, e é a forma mais avançada e complexa de jogo.

OBJETIVO:
  • Propor questões desafiadoras que possibilitem o desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático nos anos finais do ensino fundamental.
  • Contribuir com o processo de construção, modificação e integração de idéias dos alunos na resolução de problemas, estimulando a criatividade e o prazer da descoberta.
  • Aplicar atividades que contribuem para o desenvolvimento da concentração, da atenção e da capacidade criadora.
  • Promover o aprendizado do conteúdo de uma forma prazerosa e divertida;
  • Estimular o trabalho coletivo entre os alunos;


CONTEÚDOS:
  • Adição, subtração, multiplicação, divisão;
  • Sólidos geométricos;
  • Números positivos e negativos (adição e subtração);
  • Tabuada;
  • Tangram (figuras geométricas planas);
  • Números consecutivos;
  • Frações;


METODOLOGIA:

Jogos didáticos na sala de aula:
  • Aritgrama; quadrado mágico; triângulo mágico; números consecutivos; dominó das frações; Tangram; dominó das figuras planas e espaciais; bingo da tabuada; dominó da multiplicação; dominó da divisão.

Jogos on-line na sala de tecnologia:
  • Jogos matemáticos.

Em primeiro momento trabalharemos os jogos didáticos em sala de aula,com a juda da professora da S.t.e, na orientação dos alunos, dividiremos os alunos em grupos ou em duplas dependendo do jogo que irão trabalhar, distribuiremos vários jogos um diferente do outro, para que cada um possa brincar e jogar com todos os tipos de jogos. Isto acontecerá 01 vez por semana durante o período de um mês.
Em um segundo momento, levaremos os alunos para jogar jogos on-line na sala de tecnologia, eles escolherão jogos matemáticos de sua preferência e terão algumas sugestões de jogos, caso queiram jogar. Isto acontecerá 01 vez a cada 15 dias durante 02 meses.

RECURSOS A SEREM UTILIZADOS:
  • Sala de tecnologia (jogos), sala de aula, jogos didáticos, câmera digital.


REGISTRO DO PROCESSO:
  • Fotos

AVALIAÇÃO:
Os alunos serão avaliados individualmente através do desempenho e participação no desenvolvimento do projeto.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:
BORIN, J. Jogos e Resolução de Problemas: uma estratégia para as aulas de matemática. São Paulo: IME/USP, S. Paulo, 1996.

LARA, I. C. M. de. Jogando com a Matemática de 5ª a 8ª série. São Paulo: Rêspel, 2004.
SILVA, K. C. de O. da. 2008. O Jogo como Estratégia no Processo Ensino-
Aprendizagem de Matemática na 6ª Série ou 7º Ano. Disponível em:
http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1665-8.pdf. Acessado em 29 de
Abril de 2010.
















Nenhum comentário:

Postar um comentário